quarta-feira, 19 de maio de 2010




"LEO — Não sei, não. Não gosto nada disso. Tudo tão velho, tão rebentado, tão sujo. Parece um depósito de lixo. Sabe, eu me sinto como se tivesse acabado. Parece que nada mais vai ser bonito outra vez.
BABY — Olha, cara se você der uma voltinha na cidade ou olhar pela janela vai ver que o depósito de lixo lá de fora é muito maior! Quando a gente está se sentindo assim é só olhar em volta - dar o tal de look-around -, aí você vai ver que não está tão mal assim. A gente dá o tal look-around e canta. Assim, quer ver? Eu quero mesmo muito pouco eu quase não quero nada de tão pouco que eu quero. Talvez eu seja muito louco mas basta um canto e um teto - mesmo furado. Um canto e um papo furado, também. Não tem importância. Ninguém entende nada de nada e enquanto tudo cai eu canto por quase nada."

Caio Fernando Abreu

7 comentários:

B. disse...

adoro esse texto do Caio F.
e aqui está cada dia melhor, sucesso!

Lia Araújo disse...

Caio F. sempre perfeito!
Acho que o lixo é muito maior mesmo vendo de fora.

bjos querida

Franck disse...

Caio é sempre o maior! Não conhecia esse texto, podes me dizer se é de um conto? Qual?
Bjs e um bom resto de semana!
Franck

Franck disse...

Voltei...Ganhei um selo e uma das regras é indicar outros blogs, para não quebrar a corrente, participo. Um dos blogs indicado é o seu, o selo está no 'poemas, chiclete & som', é só pegar!

Amanda Arrais disse...

"Dá o tal look-around e canta."

Vou ser adepta.

Gabriela F. disse...

Caio F. é tudo *-*
beijos, querida

Clarissa M. Lamega disse...

B., obrigada pelos votos! achei tudo a ver com o que ando passando, e resolvi mesmo reparar que o lixo de fora é bem maior. acredite: dá certo!

beeijos pra vocês!

Postar um comentário

 
Só enquanto eu respirar. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino