quinta-feira, 26 de agosto de 2010

"Que seja doce o dia quando eu abrir as janelas e me lembrar de você. Que sejam doces os finais de tardes, inclusive os de segunda-feira - quando começa a contagem regressiva para o final de semana chegar. Que seja doce a espera pelas mensagens, ligações e e-mails bonitinhos. Que seja (mais do que) doce a voz ao falar no telefone. Que seja doce o seu cheiro. Que seja doce o seu jeito, seus olhares, seu receio. Que seja doce o seu modo de andar, de sentir, de demonstrar afeto. Que sejam doces suas expressões faciais, até o levantar de sobrancelha. Que seja doce a leveza que eu sentirei ao seu lado. Que seja doce a ausência do meu medo. Que seja doce o seu abraço. Que seja doce o modo como você irá segurar na minha mão."

Caio Fernando Abreu

5 comentários:

Ju. disse...

isso é como uma oração... que seja doce... AMEM!

Fernanda Hauptmann disse...

Eu estou tão acostumada com o amargo.

Franck disse...

Assim seja, então! Mas, se não for doce, ao menos um agridoce!
Bjs*
PS: Esse texto do Caio é qual conto, crônica?

Gabriela Furtado disse...

Que se acabe o amrgo e seja para sempre doce!
beeeijos flor :***

Camila Paier disse...

Amada! Nem preciso dizer que, amo esse trecho do Caio. Foi uma das primeiras comunidades que criei, e já fez até mesmo parte do meu "quem sou eu". Então, só me resta desejar: que seja doce!
Beijoca

Postar um comentário

 
Só enquanto eu respirar. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino